Ministério de Música e Artes


Ministério de Música e Artes

Ministério de Música e Artes é a reunião das expressões artísticas que temos dentro da RCC: música,dança, teatro, artes plásticas e etc. Este ministério fornece subsídios e formação para aqueles que estão trabalhando com a música, com o teatro, e outras expressões dentro dos grupos de oração e/ou outras atividades da Renovação Carismática Católica.


Fonte: www.rccbrasil.org.br





Formação Ministro de Louvor

1.      Todos somos ministros de louvor.

2.      Instrumentistas precisam acreditar que são ministros, pois é preciso postura e responsabilidade.

3.      Ministro da oração pode ser outra pessoa ou até mesmo o ministro de louvor.

4.      Ser ministro de louvor não é apenas querer, precisa ter “algum” talento.

5.      O que se exige do músico: mínimo de afinação e ritmo!!!   

6.      Objetivo do ministro da oração: Conduzir o povo para rezar e orar, não é sempre cantar e tocar, É CONDUZIR!!! 

 Precisa-se motivar o povo, mas precisa-se estar motivado, POR ISSO A IMPORTÂNCIA DE VIDA DE ORAÇÃO.

7.      Ministro não é para contar história, não é pregador!

8.      Dinâmicas não podem inibir o povo, as pessoas não podem ser constrangidas, precisa-se evitar isso.

9.      Grupo de oração não é academia do corpo.

10. Devemos evitar contato físico.  Evitemos o constrangimento. Deixemos o povo a vontade! Os gestos precisam ter sentido.

11. O músico precisa estudar, precisa progredir, afinação e ritmo é o mínimo! Não podemos tocar 10 anos da mesma forma! 

12.  Ensaio é preciso avaliar o tom da música inicialmente (homens e mulheres precisam saber sua hora de cantar).

13.  Ensaio é para discernir além do tom, ver também a opção de cantar solo.

14.  Ensaio é preciso saber também aprender como expressar a voz e como tocar o violão. 

Exemplo: fogo suave exige suavidade vocal e suavidade no tocar!!!

15.  Não deve-se cantar com braço para traz ou braço cruzado.

 

 

“O crucificado nos atrai de nossa dispersão para nos reconstruir

- Estar inteiramente na presença de Deus.

- Deus quer cuidar do nosso ser por inteiro.

- Hoje somos vasos quebrados, muitos não estão bem, mas continuam servindo na frente dos grupos.

- Não somos apenas pessoas que tocam e cantam, mas somos em primeiro lugar filhos e filhas de Deus.

- Precisamos por necessidade nos entregar inteiramente a Ele, nos abandonar.

- Deus quer reconstruir esse “vaso”.

- Vamos nos reconstruir aos moldes de Maria.

- João 19, 26-27
- Nos coloquemos diante do Senhor como discípulos amados que somos e não artistas.

- É exatamente em nosso dia a dia, em nossa realidade que o Senhor quer tocar em nós e através de nós.

- Gálatas 5, 22

- E você?  Quais são os frutos do Espírito na sua vida PESSOAL?

ENF 2015 


Kénosis- Esvazia-se de si mesmo

 

 

Filipenses 2, 1-11

 Kenosis – "tirar de nosso coração tudo aquilo que nos prende ao mundo”       

                      "abandonar os próprios interesses" para "buscar os interesses de Jesus Cristo e Seu reino eterno". 

 

Você pode ter tentado vários meios para mudar o seu temperamento, pode até ter buscado a ajuda psicológica. Pode não ter encontrado os resultados que gostaria. Faltou para você a consciência de que a adoração eucarística realiza esta obra porque devolvemos ao Senhor os direitos que Ele tem sobre a nossa vida, nossa pessoa e nossa história. 

Esquecendo-me de mim mesmo, torno-me plenamente livre, mas preso às mãos de Deus para que Ele realize a obra de que eu preciso. 

É importante ter um relacionamento com Deus. Falar, orar, meditar, ler, louvar, ouvir, entender e sentir o que o Senhor fala a nossas vidas. 

Façamos como a samaritana que mesmo sem saber quem era Jesus, desejou da água viva que nos dá a vida eterna. João 4 

Para vivermos desta forma necessitamos nos reconhecer, pequenos, fracos e egoístas e assim clamando a ação do Espírito Santo sobre nossos pensamentos, atitudes e sentimentos.

Você está cheio de suas opiniões?
Esvazie-se de si mesmo!
 

II – Encher-se de Deus: Efésios 5.18 “não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito” 

I Pedro 2-9 Somos sacerdotes, nação escolhida.

Precisamos deixar que o Senhor nos molde a sua vontade e não a nossa.

Jeremias 18, 4-6 “Acaso não posso fazer convosco como este oleiro, casa de Israel? diz o Senhor. Como é o barro na mão do oleiro, assim sois vós em minha mão, casa de Israel”.


Carta aos Artistas 2015





 

Coordenador Diocesano: Geisi Oliveira dos Santos